Você é o visitante de nº:

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PRONTO SOCORRO INFANTIL 24hs! É disso que precisamos em nossa Cidade.















"Cuidar da saúde das crianças é prevenir um futuro doente!"

Quem não está cansado de procurar um especialista, quando seu bem mais precioso precisa de cuidados, e dá de cara com a resposta: "NÃO TEMOS PEDIATRA"

Mães, sem muitas condições, tem que se deslocar para outras regiões, com toda dificuldade logística! Isso é inadmissível!

Se a legislação vigente trata diferencialmente uma criança, porque não criar um "PRONTO SOCORRO INFANTIL 24hs", e cuidar delas separadamente?

Nossas crianças são seres em desenvolvimento que passa por vários estágios da vida, indo do nascimento à adolescência. Por sua especificidade e abrangência,
tanto cronológica como contextual, pode ser ou estar saudável, ter ou portar uma doença, condição ou distúrbio que a leva a viver estados agudos ou crônicos. Pode ainda morrer por causas evitáveis e inevitáveis, sofrer adoecimento por causas internas e externas.

Precisamos urgentemente de um local específico e diferenciado para atendimento exclusivo de crianças, com profissionais especialistas em "Enfermagem Pediátrica" que tenham conhecimento sobre o processo de crescimento e desenvolvimento, e que reconheça as necessidades próprias de cada faixa etária para atendê-la em várias áreas específicas.

Precisamos de humanização dos políticos! Precisamos de profissionais que conheça a legislação de proteção à criança e ao adolescente, que possua habilidade na realização de procedimentos e técnicas, conforme sua área de atuação, bem como o manejo de tecnologia de ponta, entre outros, são atributos fundamentais para o para o médico e enfermeiro especialista em pediatria.

É essencial que os políticos, juntamente com os profissionais da saúde da criança comprometam-se em estimular a focalização de pesquisas e/ou estudos científicos que investiguem as demandas de cuidados e fomentem a inventividade de processos e produtos para dar conta desses cuidados. Para isso, faz-se necessário o desenvolvimento de estudos em cenários para além do hospital, na escola, comunidade, domicílio, entre outros.

A atuação em conjunto deverá contribuir para uma melhor assistência de enfermagem à criança, adolescente e sua família, sempre com qualidade e perto de casa!