Você é o visitante de nº:

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O PODER CORROMPE OS FRACOS






Se quiser conhecer uma pessoa, dê poder a ela.

Infelizmente, esta frase é realmente verdadeira, o poder corrompe de uma forma ou de outra. E a transformação fica mais cruel à medida que a pessoa deseja se manter no poder. Com certeza você já ouviu alguém falar que Fulano antes do poder era uma coisa, agora é outra.

Em toda gestão há aqueles que pensam que o poder é eterno, e começam a pisar nas pessoas, se achando soberanos (superiores), mesmo sabendo que dias atrás ocupavam o mesmo cargo dos seus subordinados, e isso vem acontecendo atualmente com frequência. Muitas pessoa perdem o poder por conta disso. Creio que qualquer um de nós temos um exemplo recente. 

Esses tipos de abusos acontece com frequência, desde antes até atualmente, na administração de nossa cidade (Águas Lindas de Goiás) . Há sempre uma transformação de comportamento: gente de pescoço grosso; nariz empinado; de salto alto; depois que chegaram ao poder. Espero que se corrijam isso a tempo, para não cometerem os mesmos erros de outro que detinha o poder em tempos não muito distante e hoje são apenas "meros espectadores".

Essa postura não é novidade, uma vez que você tem o "poder", geralmente, pode passar a ver as coisas de forma diferente. O poder sobe à cabeça dos funcionários promovidos, secretários, assessores,  chefes, políticos, cargos executivos, entre outros tantos.

No nosso mundo, tudo é relativo, não dá para generalizar fato algum em relação ao assunto. Infelizmente o poder corrompe, sim, a maioria dos que chegam lá, mas há muitas exceções. "Jesus de Nazaré" e "Martin Luther King" (não foram políticos, mas extremamente líderes poderosos pela influência que exerceu), e "Gandhi" (um líder estadista que marcou a história do seu país milenar), estes sim, foram "humildes" não se corromperam. Quem não se lembra, das tentações de Jesus?

O poder corrompe sim os "fracos", os "sem personalidades". Quem tem "dignidade" não se deixa levar pelo sistema, há poucos exemplos de seriedade na nossa política local, mas essa minoria prova que só os indignos se corrompem. Todos já sabem como acabam os ditadores.

Presencio fatos desde a primeira administração em nossa Cidade. Anos passam, governos são substituídos, os homens mudam seus hábitos, a população sofre, picuinhas são criadas e a "incompetência continua".

O poder é uma das molas propulsoras da humanidade. O homem busca o poder incessantemente. Poder da influência, da sedução, do dinheiro, do amor, da cura, o poder pessoal etc. Porém, parece ser uma máxima universal: "onde há poder, há corrupção". Não importa que poder ou quanto dinheiro esteja em jogo. O poder revela uma ética escondida; às vezes não muito definida, nem praticada.

O que precisamos é de pessoas com espírito de Liderança e não chefes truculentos. Pessoas   sérias, que tenha uma visão ampla voltada para os interesses do bem em comum, que tenha a humildade e flexibilidade em lidar com as pessoas, que respeite as pessoas de forma igualitária e o mais essencial que seja competente no que faz ou represente.

Gentileza gera gentileza!